logonovo

  

Prefeitura passa a ter uma política voltada para essa população  
Constantemente o morador de rua é descrito como “invisível” pela sociedade, mas em Formosa o crescimento de pessoas nessa condição tem aumentado muito nos últimos anos. Em vários pontos da cidade, no centro e na periferia, eles podem ser encontrados em logradouros públicos e casas abandonadas, e geralmente não causam transtornos para as forças de segurança. O problema dos moradores de rua em Formosa é antigo e nunca foi encarado de frente pelas autoridades municipais, que em vários casos negligenciaram a situação. A prefeitura ainda não tem um número exato de quantas pessoas vivem hoje nas ruas da cidade, mas se sabe que diariamente são atendidas cerca de 45 pessoas na casa de passagem, no Centro de Referência Especializado em População de Rua, mantido pela prefeitura, por meio da secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho. Nesse local, conhecido como Centro POP, foram feitos 50 encaminhamentos ao  Bolsa Família; 25 consultas, com exames e internações e mais de 70 passagens foram doadas no período de janeiro a fevereiro desse ano.
Ainda em Formosa, segundo a primeira-dama e secretária, Polyanna Roller, existem duas frentes de trabalho: uma assistencial, com fornecimento de alimentação, higiene, roupas e abrigo para garantir a sobrevivência deles e a outra de trabalho em longo prazo, para reinserir estas pessoas na sociedade, ou seja, trabalhando seu retorno à família, garantindo direitos básicos para que eles voltem a serem cidadãos capazes de se autogerir. Para que isso aconteça, esclarece Polyanna, o primeiro passo é a reaproximação com a família, porque estas pessoas precisam querer deixar as ruas, não temos que obrigá-las, afirma. Para isso a equipe do Centro POP, faz uma busca ativa uma vez por semana, acompanhada pela Guarda Municipal e tem promovido lanches para os moradores de rua, momento de integração e proximidade, oportunidade em que a equipe da secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho, realiza uma roda de bate papo para ouvir os anseios e necessidades.

Enquete

Qual a avaliação do governo de Marconi Perillo em Goiás

Ótima - 7.8%
Boa - 12.1%
Ruim - 16.4%
Péssima - 25%
Desastrosa - 38.8%

Total votes: 116
The voting for this poll has ended on: Outubro 28, 2015