logonovo

  

A cidade de Formosa, com cerca de 120 mil habitantes, historicamente se coloca como polo de uma vasta região de Goiás e Minas Gerais. Moradores de cidades vizinhas dos dois estados se deslocam até a cidade goiana em busca de produtos e serviços que não são encontrados em suas cidades, e assim tem sido ao longo dos anos.  Nas últimas décadas, com a consciência e convicção da sociedade de que a formação acadêmica é fundamental para a capacitação profissional, estudantes cada vez mais se esforçam e buscam meios de crescimento e qualidade de vida.  Nessa realidade, Formosa se firma como um polo de educação regional com a criação, há 19 anos, das Faculdades IESGO que, além de atender ao formosense é a responsável pela formação acadêmica de alunos que moram em diversas cidades do entorno e  região, os quais  se deslocam diariamente de suas casas até a sede da IESGO.
Hoje, na IESGO, encontram-se alunos que residem e trabalham em Planaltina de Goiás, Planaltina-DF, Cabeceiras, São João d`Aliança, Vila Boa, Flores de Goiás, Alvorada do Norte, Simolândia, Iaciara, Damianópolis, Buritinópolis, Mambaí, Posse e Buritis-MG, além dos  distritos do Bezerra, JK e Santa Rosa. Ao alcançar a maioridade - mais de 18 anos de criação - as Faculdades IESGO, sob a responsabilidade do diretor-presidente, professor José Albino Filho, é uma instituição de integração regional, oferecendo os cursos de Administração, Direito, Enfermagem, Letras, Matemática, Pedagogia, Psicologia, Redes de Computadores e Sistemas de Informação.
ESCOLHAS, EMPENHO E REALIZAÇÃO - A reportagem do jornal Tribuna News procurou e ouviu duas acadêmicas em situações diferentes: Juliane da Silva, 31 anos, casada, aluna do curso de Letras e moradora em Planaltina de Goiás. Desde 2015, Juliane, que é professora na sua cidade, desloca-se todos os dias até Formosa, utilizando um transporte universitário particular. Ela diz que trabalha até às 17h30min e que às 18h30min se dirige para a IESGO, onde fica até às 23h00min. Ela afirma que a única dificuldade que encontra nessa sua rotina de estudos são as condições difíceis da estrada que liga as duas cidades. Diz também que optou em estudar na IESGO pelo fato de a Instituição oferecer o curso de forma presencial e que sempre possuiu ótimas referências das Faculdades IESGO. Juliane, que conclui sua graduação  em junho de 2018, afirma, ainda, que não tem nada a reclamar do curso que, segundo ela, possui professores excelentes.
Outra aluna, Andréia Coblchini Santos, 35 anos, casada, mãe de dois filhos e moradora em Formosa, iniciou os estudos na IESGO em 2014, no curso de Matemática. Ela, que conclui o curso neste ano, afirma que optou em fazer Matemática por pura vontade de estudar e por gostar da matéria. A avaliação que ela faz é bastante positiva e destaca que já consegue repassar para os filhos o conhecimento adquirido. “São professores capacitados” e a sua intenção é atuar  como professora. Ela diz, ainda, que o fato de a IESGO disponibilizar o curso presencial - ir à faculdade todos os dias e poder discutir a matéria com professores e colegas - fez a diferença no momento de escolher a instituição. Segundo a acadêmica a possibilidade de realizar exercícios e de praticar é muito importante em um curso. Andréia destaca ainda a importância da manutenção do curso de Matemática e de alunos se interessarem por ele. Na opinião dela, trata-se de um curso que está sendo extinto, uma vez que muitos alunos ingressam, mas o número que chega ao final é reduzido e que futuramente o mercado pode ter escassez de professores de Matemática.

Enquete

Qual a avaliação do governo de Marconi Perillo em Goiás

Ótima - 7.8%
Boa - 12.1%
Ruim - 16.4%
Péssima - 25%
Desastrosa - 38.8%

Total votes: 116
The voting for this poll has ended on: Outubro 28, 2015